terça-feira, 2 de outubro de 2007

"Bright blessed days....dark sacred nights"


A velocidade dos assuntos é maior do q a minha margem de escolha para acompanhá-los...

Eu devo posts, devo ações, devo grana... Pouca, mas devo! E Pagarei em breve! Ufa!!!

Bem, essas primeiras linhas não têm nada a ver com oq eu vou escrever aqui... Essas primeiras linhas são só pra introduzir, pra desabafar... enfim... Serão boas linhas mas q acabarão sem ter ligação mais direta com as q ficarão lá embaixo.

Eu poderia falar de Sísifo, até queria mesmo falar de Sísifo, mas prefiro pensar e só. Deveria falar de Marx, eu prometi... Poderia tb falar da reviravolta louca q ocorreu na situação da bolha do mercado imobiliário americano q, agora, já não causa mais tanto medo pq - pasmem - pq eles têm números reais a divulgar qto ao prejuízo! Ora, imagino q tais números sejam tão reais qto os da Enron, mas enfim, tb não quero escrever sobre isso! haha

Tenho estudado muito! Isso é bom! Não vou reclamar disso! Mas me deixa um tanto qto freak, é preciso admitir! Tenho lido muito e de tudo! Tenho comigo a desconfiança de que, como num poema antigo "todas as palavras são uma..." Afinal, até na Bíblia os Caras Sagrados escreveram: "No início, era o Verbo". Pra mim continua sendo, ainda e sempre, o verbo!

Tá, tá bom... Deve ter perdido um pouco da continuidade esse texto, né? Mas não a fluidez, então, não se preocupem com isso e continuem lendo... a idéia aqui não é linearidade, é expressão!

Feito rompantes de luzes, cores, movimentos, essas coisas e idéias surgem!!! Tão logo surgem vão sendo expressadas e isso faz sentido! Faz todo o sentido!

Eu devia falar da nova lei de estágio, da situação absurda q vivemos, política, econômica e moralmente...Devia falar de Myianmar, das Coréias, da chuva, da primavera e do verde novo...

Mas hj, nesse exato momento, a paisagem do absurdo me é tão familiar q não mais me causa espanto. Ao menos não aquele velho espanto ordinário. Causa um novo, extraordinário e singular. Mas, invertendo tudo - e justo por isso - não se parece mais com o gritante contraste q a cor amarela produz ao encontrar-se sob fundo negro.

Parece tudo igualmente pálido, igualmente cinza...

Uma única coisa é obrigatória nisso tudo: Falar de Feyrebend!!! Esse sim parece ter entendido melhor q os outros... Até pq discordou da maioria deles! Mas eu sou, de certo modo, um utilitarista, e assim, bem sei q os outros tb tiveram e têm espaço, tiveram e têm - desde q se precise deles - utilidade real! haha

E então, chegamos às tais linhas, que serão as últimas e q já não têm mesmo nada a ver com suas primas-irmãs lá de cima... Pq esse texto não é pra convencer, não é pra "vender" um ponto-de-vista, é pra mudar.

4 comentários:

Cams_ disse...

Hein????? =\

DEEP disse...

Ah, não fez qualquer sentido???
Puxa!!! Mas é como eu disse antes, não é um texto pra convencer, pra inclinar e tal... É só pra mudar o tipo de expressão. Foi um bom exercício! Acho...

Mind Tempest disse...

hehehe... confesso que gostei. Realmente, um bom exercício.

DEEP disse...

Pô, valeu! Q bom q gostou!!! Eu tb! Foi maneiro! Vez ou outra vou fazer isso! Vou Expressar e só. É mto divertido!